quinta-feira, 29 de março de 2012

Gasolina mais barata é motivo de discordas entre alguns vereadores de Mossoró


O preço da gasolina é o que norteia o preço do feijão e do arroz, produtos elementares na mesa do nordestino. Em Mossoró, o preço da gasolina varia entre R$ 2,79 a R$ 2,82. Extorsivo!!!

Mas não era para ser assim. É assim porque não tem concorrência no mercado local e se tem parece ser combinada entre os donos de postos de combustíveis. Diferença pequena.

Em Recife, segundo administrador Clóvis Melo Junior, o preço da gasolina é de no máximo R$ 2,50, ou seja, 30 centavos a menos do que nos postos de Mossoró.

O vereador Ivanildo Fernandes, de Caraúbas, disse que abasteceu hoje, no Posto de João Pessoal, na Paraíba, a R$ 2,45. Segundo ele, poderia encontrar até mais barato. Bastava andar um pouco mais.

Em Mossoró, grandes supermercados estão querendo instalar postos de combustíveis, por um preço aproximado ao praticado em Recife e João Pessoa destes supermercados.

Ou seja, conforme a promotora Ana Ximenes, do Consumidor, iria forçar que os postos de combustíveis locais reduzissem o valor abusivo cobrado pelo litro de gasolina aos mossoroenses.

No entanto, ainda segundo Ana Ximenes, o Executivo enviou Projeto de Lei 57/2011 para ser aprovado no Legislativo, impedindo que supermercados instalem postos em Mossoró.

Ou seja, exatamente o que fez a gasolina baixar de preço em João Pessoa e Recife, está sendo impedido que aconteça em Mossoró. Alguém está sendo contra a população.

Na Câmara, o vereador Claudionor dos Santos, um dos condenados por corrupção, é fervoroso defensor da proibição que supermercados instalem postos de combustíveis.

Porque este vereador estaria contra o cidadão mossoroense? O que o povo de Mossoró fez a este vereador e aos outros que apóiam seus atos fez para merecer isto?

A promotora Ana Ximenes disse: “A instalação de postos de combustível em redes de supermercado amplia a oferta e a concorrência em setor que pratica preços extorsivos aqui”.

Só lembrando que não são só os proprietários de carros que serão beneficiados com os novos postos combustíveis nos supermercados, mas o cidadão de baixa renda, com preço mais acessível no feijão e no arroz.

O vereador Genivan Vale, que é contrário as intenções do vereador Claudionor dos Santos, pediu vistas ao projeto na Câmara (queriam aprovar no escurim) e ganhou uma semana e meia para a sociedade reagir a este absurdo.

E a promotora Ana Ximenes está se oferecendo para comentar sobre o assunto nos programas de rádio e TV de Mossoró. “Estou me oferecendo a todo e qualquer meio de comunicação para dar entrevista sobre o prejuízo que é o PL 57/2011 para Mossoró. 88816125”, escreveu Ana Ximenes.